sexta-feira, 15 de abril de 2011

Dreams: Escolhas Difíceis...

Bótimo Dia Terráqueos!!!

Mal passei aqui esta semana, né? Vou logo justificando minha ausência por aqui: Culpa do Céu!

Pois é... O céu do nordeste se abriu! Já relampejou as pencas, trovejou bastante, choveu o previsto e o não previsto e minha terrinha já conseguiu ir da lama ao caos numa boa... E a minha ausência no blog? Internet via rádio. Isto já explica tudo! ahsuahusasuahsuha

Um desses temporais, que tivemos aqui em Recife, causou falta de energia em alguns lugares, como eu tenho muuuita sorte, caiu a energia da central da internet, ai já viu né!

Mas enfim, vamos começar a falar do que interessa hoje. O Dreams de hoje vem com um gostinho de marquinha registrada... É um sonho que aconteceu, acontece e sempre acontecerá... As escolhas difíceis... Decisões!


Pode não parecer, mas nem sempre eu gostei de resolver problemas. Não sei que vento me derrubou a ponto de me fazer bater com a cabeça em algum lugar e endoidar de vez, só sei que passei a gostar disto.

Com o passar do tempo [além de envelhecer...], experiências foram ganhas... Comecei a querer resolver os problemas a meu modo, sem me importar com o que as pessoas iriam pensar ou falar contra cada passo que eu desse.

Antes de cada decisão eu procurava os conselhos de quem realmente podia me ajudar: Deus. E Ele sempre esteje presente... Em TODAS as decisões...

Acho que a primeira grande decisão de minha vida foi desistir da engenharia [civil]. Ser remanejada não me faria menos digna daquela vaga, mas foram tantas coisas... Eu era tão imatura... Enfim, desisti. Não ouvi muito sobre essa loucura, até porque poucas pessoas sabiam disto... 

Depois desta, algumas outras coisinhas aconteceram, como, por exemplo, quando eu desisti de fazer a prova, em que tinha sido isenta da taxa, da UPE [aquela em que eu passei para engenharia e desisti] para fazer um treinamento no meu primeiro emprego. Naquele ano, eu estava certa de que conseguiria entrar na UFRPE e não deu outra! Foram muitas noites de sono perdidas até a conquista, mas, até hoje, cada segundo me mostra o quanto tudo valeu a pena...

E quando eu pedi demissão do trabalho [ou seja, sem nenhum direito!] para tentar a iniciação científica na faculdade correndo o risco de não conseguir a bolsa [que era/é bem menor que o meu salário] para o  projeto? Eu ouvi MUITO! Bem, a bolsa eu não consegui e, pela primeira vez, cheguei a pensar que iria me arrepender de ser louca, mas pouco tempo depois abriram as incrições para o grupo PET, cuja prova eu estaria fazendo pela 3ª vez [nas outras, eu não passei...] na tentativa de conseguir uma bolsa e permanecer com o meu projeto. Sabe de uma coisa? Minha loucura deu certo! Além de conseguir a aprovação no PET,  consegui também permanecer com a minha pesquisa [o que hoje faz com que eu perca as minhas lindas noites de sono *---*]

Estas decisões não são as únicas, as primeiras ou as últimas que fiz ou farei na vida, existem muito mais de onde sairam estas...

Acho importante dizer que mesmo sem gostar de resolver mega problemas, todos nós sempre temos que tomar grandes decisões nas nossas vidas. Algumas vezes nossas decisões nos pedem  que abramos mão de algo que consideramos primordial... Nossas decisões nos fazem correr riscos...

Então digo, sem medo nenhum de ser feliz: Saborear os riscos... Viver e só!


Abreijoos Pessoas. Hasta la Vista!

2 Comentários ●๋•:

Eliakim - www.geoabrangencia.blogspot.com disse...

"Antes de cada decisão eu procurava os conselhos de quem realmente podia me ajudar: Deus. E Ele sempre esteje presente... Em TODAS as decisões... "
Espero que ele continue sempre sempre te iluminando
para que tuas decisões sejam as melhores possiveis ♥
calma aê

☆ Debby Nunes ☆ disse...

Estou calma... Sem pressa... Amanhã é outro dia e no novo tudo pode acontecer, inclusive o nada. =D

Postar um comentário

Agradeço a sua atenção!