sábado, 7 de agosto de 2010

A chuva que trouxe...

Uma preguicinha...

Acordar cedo sem a mínima vontade de abrir os olhos e ver a claridade que entra pela janela. O dia já começa assim...

Dormi com ela cantando chuá, a minha mais nova canção de ninar. Meu despertador? É ela também. Pois logo cedo ela vem...


O dia fica mais frio. As pessoas se vestem mais. A chuva cai, e cai sem medo...

Ela existe para servir... Servir a natureza que anseia por um novo verde. Servir ao solo e matar a sua sede. Servir as pessoas, mantendo-as unidas não só pelo frio, mas com o intuito de proporcionar novas conversas, novas amizades, novas atitudes... 

Olha... Ela parou... Deixou no céu um belo tom de cinza. Escuro.


A noite chega, e a única saudade que tenho é a do luar... E das estrelas...


Abreijoos de um ser que às vezes chove...
Chove palavras.

3 Comentários ●๋•:

Geoabrangência disse...

E quem não gosta do barulho da chuvinha?
Sim ela quando é natural
bem de leve
ela só tras felicidade
pra todos nós
*-*
e tem ainda uma coisa....
ela amacia nossos sentimentos tbm...
duvida?
assista a ela...observando os seus contornos e projeções...é fascinante ♥

DuDu disse...

a chuva naum de ser bençãos...
é uma forma de expressar oq a natureza sente de uma maneira intensa e as vezes nem tanto...
adoro chuva em Belém tem a chuvinhas das 14h e é disso q tenho mais saudades...

♥ Evelin Pinheiro ♥ disse...

ownnnn... que lindo mermã!
Acho q vc virou uma poeta! Ou sempre foi?? Acho q é de familia...lalala

Chuva...adoro tanto*-*

Beijo
http://evesimplesassim.blogspot.com/

Postar um comentário

Agradeço a sua atenção!